Grupo de Práticas 2017

Disponível em Salvador, Itabuna

e Feira de Santana

 

Exclusivo para associados ABRH Bahia

Associe-se clicando aqui

Apresentação Grupos de práticas

 

                Salvador

Leader Coach - Esgotado - Saiba mais 

Com Elisa Chies

Perfil Comportamental - Esgotado - Saiba mais

Com Camila Veloso

Produtividade  - EsgotadoSaiba mais

Com Genia Porto

Carreira e Remuneração - Esgotado  - Saiba mais

Com Miguel Argôlo

                Itabuna

Responsabilidade Social - Saiba mais

Com Ivone Rosa

            Feira de Santana

Compotamento Organizacional - Saiba mais

Com Patrícia Suzart

Grupo de Leader Coach

Elisa Chies

Coordenadora do Grupo

É Psicóloga e Coach, com mais de 10 anos de experiência na área de desenvolvimento humano, com ênfase no desenvolvimento de liderança. Graduada em Psicologia pela UNIFACS, possui formação em Professional & Self Coaching pelo Instituto Brasileiro de Coaching, com certificações internacionais pela European Coaching Association, Internacional Association of Coaching. Certificada Leader Coach pelo Behavior Coaching Institute, possui formação de Analista Comportamental  - Coaching Assessment, pela Global Coaching Community e Avaliação 360º pelo Instituto Brasileiro de Coaching.

Please reload

 

APRESENTAÇÃO:

As organizações precisam de líderes que saibam mobilizar e engajar pessoas em um ambiente de constantes mudanças. Assim, a liderança é um fator importante, que, quando bem praticada, gera confiança e foco nas pessoas, proporcionando-lhes uma direção e sincronizando seus esforços.

Diante disso, uma das alternativas para uma Liderança eficaz, é o líder utilizar a metodologia do Coaching  para desenvolver sua equipe, o que favorece a iniciativa, a criatividade, o senso de responsabilidade e o despertar de habilidades e competências direcionadas à alta performance. 

Em decorrência do crescimento da utilização do Coaching dentro das organizações, a relevância do tema se dá, justamente quando se faz necessário distinguir e elucidar, dentre as diversas metodologias possíveis de desenvolvimento de pessoas, os papéis do Leader Coach, considerando os limites próprios da atribuição.

 

OBJETIVOS GERAL:

Estruturar conhecimentos sobre a atuação do Leader Coach dentro das perspectivas e dos princípios da valorização do capital humano, dentro das Organizações.

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS (a ser validado no primeiro encontro do grupo)

  • Estruturar conhecimentos sobre a atuação do Leader Coach dentro das perspectivas e dos princípios da valorização do capital humano, dentro das Organizações;

  • Diferenciar Coach Interno, Executive Coach e Leader Coach, destacando os papéis de cada um dentro das Organizações;

  • Analisar as competências e atribuições do Leader Coach e sua aplicabilidade nas Organizações;

  • Discutir e elencar  os benefícios do Leader Coach para as empresas, executivos e seus times;

  • Trabalhar de forma teórico-vivencial os conceitos de autoconhecimento e auto-gestão;

  • Discutir meios de orientar as empresas e profissionais sobre os papéis do Leader Coach, diferenciando de outros profissionais, estabelecendo as responsabilidades e limites próprios da atuação.

 

METODOLOGIA:

A medotologia será a de Leader Coach, combinada de teoria e prática em trabalhos individuais e de grupos, de forma cocriativa. Pesquisas, leituras, reflexões, exercícios, filmes, TED, estudos de caso, dinâmicas de grupo, etc  farão parte do escopo metodológico. Princípios de respeito ao outro, não julgamento e a abertura para o novo (criatividade) nortearão os trabalhos.

CALENDÁRIO:

Local: Devry

Grupo de Perfil Comportamental

 

Camila Veloso

Coordenadora do Grupo

Psicóloga pela Universidade Federal da Bahia com pós-graduação em Gestão de Pessoas; Mestre em Psicologia Social e das Organizações pela UFBA, Formação em Coach pela Sociedade Latino Americana de Coach (SLAC) e em Coach Executivo pelo Instituto de Gestão de Pessoas (IGP). Está à frente da Vila Rh Consultoria, atuando como consultora e pesquisadora na área de Gestão de Pessoas. Está vinculada ao Instituto de Psicologia como docente da UFBA.

Please reload

APRESENTAÇÃO:

A avaliação de perfil profissional acontece no cotidiano das organizações em processos de planejamento, seleção e desenvolvimento de pessoas. Engloba a análise comportamental, de competências, motivacional, de propósito e/ou de carreira. Conhecer esse repertório do candidato/trabalhador revela funcionalidade na otimização dos processos de trabalho, alocação de talentos, planejamento de carreira e identificação de gaps e potencialidades.

A avaliação de perfil profissional contribui para a qualificação dos processos de seleção e/ou desenvolvimento e também para auxiliar no (auto) gerenciamento e no (auto) desenvolvimento profissional.

O grupo de práticas em Avaliação de Perfil Profissional busca implementar nos gestores e profissionais de RH uma conduta responsável e criteriosa nos processos de diagnóstico e desenvolvimento de competências. Além de refletir sobre as práticas de mercado não restritas a psicólogos, se apropriar dos instrumentos e técnicas disponíveis também contribui para uma postura mais segura e assertiva do profissional avaliador em sua realidade de trabalho.

OBJETIVOS GERAL:

Conhecer as técnicas, os construtos e as perspectivas que envolvem o processo de Avaliação de perfil profissional.

OBJETIVOS:

  • Conceituar a avaliação de perfil profissional no âmbito do trabalho;

  • Diferenciar os objetivos da avaliação de perfil profissional da avaliação psicológica;

  • Discutir sobre os critérios de um processo de avaliação de perfil profissional;

  • Conhecer instrumentos e técnicas disponíveis para o processo de avaliação de perfil profissional não restritos a psicólogos;

  • Discutir sobre as práticas de mercado nacionais e internacionais que envolvem avaliação de perfil profissional de trabalhadores;

  • Discutir sobre aspectos éticos das avaliações e sobre o papel do avaliador.

 

METODOLOGIA:

Realização de grupos cooperativos, baseados na criatividade e no respeito, a partir do delineamento das temáticas. As discussões vão ocorrer através da leitura de textos, painéis integrados, dinâmicas de grupos, estudos de caso, apresentação de instrumentos, vídeos, vivências, pesquisas, incentivo à produção de artigos.

PRODUTO FINAL

Entrega de E-book, conforme padrão ABRH Bahia como resultado das pesquisas e das discussões nos encontros.

CALENDÁRIO:

Grupo de Produtividade

 

Genia Porto

Coordenadora de Grupo

Mestre em Administração de Empresas, Pós Graduada em Qualidade Industrial e Serviços  e em Administração de Recursos Humanos pela UFBA. Sócia da Dinâmica Apoio Empresarial com atuação na área de consultoria e treinamento em gestão desde 1999, com destaque para Diagnósticos da gestão, Planejamento estratégico e Mapeamento e análise de processos;

Mais de 15 anos na coordenação dos processos de premiações na ABGC – Associação Baiana para Gestão Competitiva que utiliza os instrumentos de avaliação do MEG – Modelo de Excelência da Gestão;

Membro do Núcleo Técnico da Rede QPC (Qualidade, Produtividade e Competitividade), gerenciado pela Fundação Nacional da Qualidade – FNQ, responsável inclusive pela revisão técnica dos Critérios Rumo á Excelência.

Juíza do Prêmio SerHumano da ABRH nos anos de 2014 e 2015.

Please reload

APRESENTAÇÃO:

A produtividade cresceu bem menos no Brasil do que em outros 11 países concorrentes entre 2002 e 2012. No período, a taxa média de crescimento do índice que mede quanto se produz por hora trabalhada por ano foi de 0,6%, o menor da comparação inédita feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada pela Agencia CNI de Notícias (fev/15).

As causas do baixo crescimento da produtividade no Brasil ainda são tema de um amplo debate e o fato de que vários fatores podem afetar a produtividade faz com que também sejam muitas as teses sobre como melhorar esse indicador.

Esse grupo de estudo busca trazer á tona a gestão de pessoas como um mecanismo de conquista da produtividade e não como uma área geradora de custos e despesas. Assim como introduzir uma visão estratégica para as áreas de recursos humanos, como parte do core business.

 

OBJETIVOS:

  • Estudar os conceitos de produtividade e sua relação com gestão de pessoas;

  • Consolidar pensamentos de especialistas sobre possíveis causas da baixa produtividade no Brasil;

  • Identificar práticas de gestão de pessoas como ferramentas de melhoria da produtividade;

  • Reforçar o papel da gestão de pessoas na demonstração de resultados das Organizações;

  • Traçar estratégias para os profissionais de gestão de pessoas demonstrarem resultados das práticas implementadas;

 

METODOLOGIA:

  • Discussões em grupo cada tema desdobrado do foco geral;

  • Levantamento de dados de fontes diretas ou indiretas;

  • Apresentação de casos e experiências dos participantes e/ou convidados. 

CALENDÁRIO:

Grupo de Carreira e Remuneração

 

Local: Devry

Miguel Argôlo

Coordenador do Grupo